Como Produzir seguindo as Boas Práticas de Fabricação?

- Finamac

Dando continuidade à sequência de matérias relacionadas à Vigilância Sanitária e Qualidade na Indústria de Alimentos, preparamos uma nova edição abordando o conceito de Boas Práticas de Fabricação. Esse assunto é de conhecimento necessário a todos os envolvidos com a produção de alimentos aliados aos respectivos técnicos, para que o objetivo da Qualidade e Segurança Alimentar seja alcançado de forma eficiente dentro de uma indústria alimentícia.

Essas práticas referem-se a higiene, essencial para a produção de alimentos visando a segurança alimentar. São itens que devem ser seguidos por todos os manipuladores ao longo do processo produtivo (do recebimento da matéria prima ao ponto de venda), a fim de se evitar qualquer tipo de contaminação e doenças que possam causar algum dano ao consumidor.

As normas abordam toda a estrutura do processo de produção de uma empresa para que a contaminação seja controlada em todos os aspectos. Toda empresa de industrialização de alimentos deve possuir um Manual de Boas Práticas de Fabricação, que descreve como devem ser realizadas as atividades desenvolvidas na fabricação do produto.

Entretanto, anterior a qualquer procedimento, para que o Programa de BPF seja bem estruturado e suas ações tenham efeitos é fundamental contar com o apoio da Direção (comprometimento e participação direta), Coordenação (avaliação das falhas e definição dos pontos de ação) e Operacional (execução do programa). O BPF aborda três itens básicos de avaliação: Higiene Pessoal, Higiene Operacional e Higiene ambiental.

1 Higiene Ambiental

 Os pontos analisados são: localização, vias de acesso, edifícios e instalações, pisos, paredes, teto, janelas, refeitórios, banheiros e vestiários, abastecimento de água, tratamento de efluentes, iluminação, instalação elétrica, controle de pragas, ventilação e lixos.

\"\"

2 Higiene Operacional

Itens como matéria-prima, equipamentos e utensílios, produção, embalagem, transporte, armazenamento de produtos, documentação e limpeza da área produtiva devem seguir os requisitos básicos da Legislação Vigente objetivando-se a eliminação de qualquer fonte de contaminação do processo.

3 Higiene Pessoal

Todos os funcionários da empresa necessitam de um treinamento específico para obter conhecimento das regras, o que deve ser seguido e o que é proibido na manipulação de alimentos. Em toda área de manipulação deve ser estritamente proibido uso de adornos, comer, fumar, mascar chiclete, tossir ou espirrar sobre os alimentos, perfumes, maquiagens, barba e bigode. Deve ser implantada a total uniformização com os devidos EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), sapatos adequados, touca descartável, aventais, proteção auricular, luvas. E por fim, orientar aos funcionários a correta maneira de higienização das mãos.

\"\"

Uma empresa que se preocupa em produzir seguindo os preceitos de qualidade e procura disseminar as Boas Práticas de Fabricação aos seus colaboradores ganha em otimização do processo, boa imagem, satisfação do consumidor e bom conceito no mercado.

E para que esses conceitos e ferramentas da qualidade tornem-se práticas comuns a todas as empresas, a Equipe Finamac preparou um novo curso de Boas Práticas de Fabricação na Fabricação de Sorvetes. Entre no nosso site e confira a nossa programação!

 

Clientes