Custo de produção de Picolés

- Henrique Ciuffa - Marketing

Quais as estatísticas de consumo e produção de sorvete brasileiro?

 

Segundo a Associação Brasileira de Indústrias de Sorvete, O Brasil é o 4º maior mercado de sorvetes no mundo, atrás de EUA, China e Japão. Com a tendência a aumentar com o crescimento do consumo não sazonal. O consumo em litros teve aumento de 61,61% dos anos de 2003 a 2013. Esse aumento é dependente de 5 fatores: o desenvolvimento econômico do local, a renda per capita média, a cultura local, a abundância de matérias primas e o clima.

 

Custos (Preço de custo de atacado, com embalagem e palitos, sem contar energia elétrica)

 

Picolé base água: R$ 0,15

Picolé Base leite: R$ 0,25

Litro de Sorvete de Massa (60% de incorporação de ar): R$ 1,60 à 2,00

Litro de Sorvete de Massa (110% de Incorporação de ar): R$ 1,20

 

Qual o custo por balde? E o preço de venda?

 

Com a receita atual, baseada nos valores dos ingredientes no atacado, o balde de 10L sai por R$16,00, e pode ser vendido, por uma média de R$ 50,00. Porém, o preço de venda depende do publico alvo em questão

 

Com um litro de calda quantos picolés podem ser produzidos? E quantas bolas?

 

Esta informação depende da forma, da quantidade de picolés por forma e a quantidade de volume por picolé da forma. Um exemplo: para o picolé convencional que tem 63 ml, em uma forma de 24 picolés, serão necessários, 6,048 litros de calda para fabricação na Turbo 8, com produção de 96 picolés. Portanto, cada litro rende aproximadamente 16 picolés. Cada bola pesa em média 60 g, portanto cada litro produzirá cerca de 60 bolas

 

Qual a rentabilidade de uma fábrica de picolés e sorvete?

 

Sempre de, no mínimo, 100%, considerando-se que o custo do picolé base água é de R$ 0,15 e de picolé base leite é de R$ 0,20, e podem ser vendidos ao preço mínimo de R$ 0,75. O preço do litro de sorvete custa R$ 1,60 e pode ser vendido a R$ 5,00

 

Quanto custa produzir 300 picolés? Qual é o lucro?

 

O custo varia de acordo com a receita. Considerando-se um picolé de qualidade, com o custo da matéria prima no atacado, a produção de 300 picolés pode variar de R$ 45,00 (base água) e R$ 60,00 (base leite). Dependendo do seu público alvo, estes picolés podem ser vendidos de R$ 0,75 à R$ 1,00, totalizando, respectivamente, em R$ 225,00 à R$ 300,00.

 

A produção e comercialização de picolés é altamente rentavel e competitiva, e cada vez mais as empresas investem na diversificação de seus produtos e inovações. Onde identificar novas tendencias é a divisão entre o sucesso e o fracasso.

 

Os valores contidos nesse texto servem apenas como base para a criação de um plano de negócios, seus valores podem facilmente variar em cada região, e de acordo com cada fornecedor.